A ponte do Brooklin

Ainda não contei de um passeio ótimo que fizemos no domingo: caminhamos à pé pela ponte do Brooklin, de Manhattan até o outro lado. Ao todo, pouco menos de 2 quilômetros de percurso, no meio de uma pequena multidão. Também, queria o que? A tarde de um domingo de sol lindíssimo, ora, só podia encontrar muita gente! Mas, como adoro observar as pessoas e inventar estórias para elas, achei muito legal. 

Por exemplo: todo mundo esbaforido, tomando água de suas garrafinhas, parando para tirar fotos, de repente cruza por nós uma mulher jovem, extremamente bem vestida, com um vestido vermelho bem cortado, um sapato preto altíssimo, de salto largo como está moda por aqui, maquiagem impecável, cabelo negro curto. Poc, poc, poc, passou ela. Com uma bolsinha numa mão e um envelope branco daqueles de convite, na outra. Cruzou a ponte a pé, imperturbável. Achei demais! Prá onde ela ia? Que tipo de convite era aquele?

A ponte em si já é um barato. Construção antiga e – pasmem! – piso de madeira! Isso mesmo! Você vai andando e vendo o rio lá embaixo entre as ripas da madeira. Dá um meeeedo! Nas laterais da passagem de pedestres, em um nível mais baixo, os carros passam voando. No meio da ponte, uns bancos também de madeiras para os preguiçosos darem uma parada.

 

Na ponte
Olha os preguiçosos ai!
DSC01441
Os meus lindos!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s