O Muro e o anti-Muro

Ontem, durante o city tour, resolvemos descer e visitar o Museu do Checkpoint Charlie. Claro que todos sabem que o Checkpoint Charlie era o mais importante lugar onde se passava da Berlim Ocidental para a Berlim Oriental. Hoje, naquele local há um Museu com mil informações sobre o Muro, desde sua construção, em 1961, até a sua queda, em 1989. E logo na entrada a gente vê a estrela comunista e a placa indicativa da Republica Democratica. Esse é um pedaço do Muro que adorna a entrada do Museu

DSC01838 

E a estrela socialista

DSC01837

É um lugar impressionante. Ficar em uma de suas janelas e imaginar que havia um Muro logo ali e que não se podia passar para ver os amigos, a familia, os conhecidos que moravam a menos de 100 metros de você, é uma coisa sufocante. E eles mostram as inumera maneiras que as pessoas arranjavam para atravessar de lá para cá. Tuneis cavados por baixo de predios, travessias dentro de mala de carro, tentativas em balões improvisados. Coisas incriveis e que muitas vezes terminavam com morte.

Mas, depois de um momento voce começa a se perguntar: por que as pessoas queriam passar pro lado de cá? O que era de tão terrível que acontecia do lado de lá? Ai você começa a perceber que eles contam uma historia que se não é falsa, pelo menos é muito misturada e sem todas as informações. Por exemplo, eles misturam com as coisas que aconteceram na Guerra e as contam como se fosse na época da RDA (DDR, como é em alemão a sigla da Republica Democratica Alemã, e que para mim lembra memória de computador). Por exemplo, em nenhum momento tenho resposta para as minhas perguntas sobre por que as pessoas queriam tanto atravessar. No final, conversando com meu irmão, ouço dele que é porque as pessoas viviam na miseria e oprimidas e por isso queriam a liberdade. Era exatamente isso que os caras queriam que as pessoas pensassem… Mas não era bem assim.

Hoje, depois de um lindo passeio de barco pelo ridiculo rio Spree, fomos visitar o Museu da DDR. É um museu que mostra a vida das pessoas do outro lado do muro. Os hábitos, o tipo de educação, o trabalho, como viviam, como se vestiam, como se divertiam. E ai cai por terra aquilo que vimos no Charlie. No Museu há textualmente uma frase que diz: na DDR não havia pobreza nem miséria. E vemos que o salario dos profissionais é mais ou menos igual, um engenheiro ganhando pouco mais que um fazendeiro, que havia Universidade para todos, que as mulheres tinham mil facilidades com seus filhos de modo que podiam trabalhar. Enfim, a vida do outro lado nada tinha de miseria ou opressão. O modelo economico sovietico começa a falhar com a primavera de Praga e com isso vai a reboque todos os que estão sob sua cobertura. E a DDR vai junto. E ai começam os problemas. Ou seja, de 1961 a 1968 todos viviam muito bem, obrigado!

Como diriam meu pai: “isso é propaganda capitalista, minha filha…”

Foi muito legal ter visto esses dois lados. Espero que as pessoas percebam…

Na saida comprei um broche com a foice e o martelo e uma camiseta com a palavra Berlim escrita em russo.

2 comentários em “O Muro e o anti-Muro”

  1. Poxa, muito legal. Espero que tenha comprado uma camiseta de lembrança pro seu filhinho querido. Nunca tinha ouvido falar do checkpoint charlie, mas imagino que o retrato da Berlim socialista não seja bem pintado hoje em dia. Mas imagino também que as pessoas queriam muito atravessar o muro pra encontrar família e amigos que ficaram do outro lado, não?

    Curtir

    1. Pois não comprei a camiseta… 😦 Ylton ate falou, mas eu disse: “vou mandar pra NY??” Mas comprei um livro sobre o assunto. Escrito pelos vencedores, como toda a historia. Mas o que mais me irrita nessa historia é ninguem se lembrar do muro que Israel construiu separando os palestinos. Por que ninguem fala nisso?????

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s