Quando se extermina uma população

O mais negro pecado da Argentina foi o sistemático e planejado massacre dos habitantes originais das suas terras. Exterminaram, como política de estado, todos os que aqui estavam desde 6 mil anos. Não há população indigena hoje por aqui.

Mas parece que em Ushuaia a coisa foi ligeiramente diferente. Não houve diretamente um extermínio em massa, eles foram morrendo como consequencia da colonização: fome, doenças. Era um povo bonito, caçadores, que viviam nus, por incrível que pareça. Dizem os guias que eles untavam o corpo com gordura de lobos marinhos, o que os protegia do frio. Há uma referencia que eles teriam os braços maiores que as pernas, e a explicação é que eles andavam sempre de barco e por não usarem as pernas, elas atrofiaram. Sei não…

O fato é que hoje em dia existe uma única nativa de sangue puro. Ela vive em Porto Williams, uma ilha perto de Ushuaia, e se chama Cristina Calderon. Deve ter uma idade em torno dos 80 anos.

Uma consideração sobre “Quando se extermina uma população”

  1. Acho que los hermanos estão mentindo, porque quando estive lá em abril de 2003, eles nos falaram que a ultima descendente deste povo havia falecido há 1 ano.
    Beijos,
    Marineide

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s