Huelga general en Madrid!!

Veja que “sorte” tivemos: hoje, 29 de setembro, os sindicatos espanhois decretaram greve geral. Tá tudo parado. E logo hoje que iamos p[egar um trem até Toledo…

Foi muito interessante observar o inicio da greve. Por volta de umas 10 da noite, aqui na Praça em frente ao hotel, estava tudo funcionando, a movimentação de sempre.

Um grupo armou um pequeno palco e fixou umas faixar de protesto contra a politica de beneficios sociais do governo. Ficaram apresentado cantores, recitando poemas, até que, exatamente meia-noite,  começaram a gritar “huelga, huelga!!!” e parou tudo. Os garçons recolheram tudo e se fecharam os bares. Uma organização legal!

Agora, Madrid

Chegamos ontem a Madrid. Chegamos cedinho, mas como tinhamos passaado a noite sem dormir, assistindo o debate presidencial (que nem valeu a pena), chegamos, entramos no quarto e dormimos até as 4 da tarde.

Não riam, mas o nome do nosso hotel é Miau. Quando reservi vi um bando de recomenda;ões e achei que o nome era a sigla de alguma coisa. Que nada! O simbolo do hotel é um gato!!!

Ele fica super bem localizado, na Plaza de Santa Ana, no meio do buchicho. A praça tem de um lado a estatua de Calderon de la Barca e do outro a de Garcia Lorca. Digai se não estou em boa companhia?

Demos um giro pelos alredores e Ary já ficou deslumbrado. Para nosso azar na Plaza Mayor há uma enorme exposição sobre a Argentina. Esses argentinos…..

O diferencial do vinho do Porto

Acho que todos sabem que é o balanço dos barcos que trazem os barris do mosto da uva para Gaia que dá o sabor típico do vinho Eu tinha ouvido essa história e agora vi como é esse transporte. Olha ai

Minha duvida é se isso não está ai apenas para que turistas trouxas como eu, acreditem na lenda.

By the way, aprendi que vinho do Porto não é só tinto ruby e twany. O branco seco é infinitamente melhor.

Vila Nova de Gaia é o Porto do vinho

No nosso último dia no Porto fomos a Vila Nova de Gaia. Tomamos o Metro, atravessamos a Ponte e começamos a descer ladeira. A ideia era entrar em uma cave,  fazer uma degustação e aprender mais sobre o vinho do porto. Bad ideia! Era domingo… Tudo lotado de turista, o transito engarrafado, os garçons sem condições de atender todo mundo… enfim… Resolvemos bater perna por ali mesmo. E registrar esses cartões postais: a Ribeira do Porto, patrimonio da humanidade.

Lisboa ou Porto?

Ary, como já disse, está completamente apaixonado pelo Porto. Se diz um “tripeiro” desde criancinha. Bom, por contraposição eu sou uma “alfacinha”, claro, mas não posso negar que o Porto é uma cidade muito fotogênica e por ser uma cidade universitária, é muito animada. Em algumas coisas me lembrou Zagreb.

Pegamos um bondinho para fazer um tour pela cidade. Muito legal. Deu pra ver o Douro desde cima, mas, quando chegamos no bairro dos Cordoeiros, de tão lindo o lugar resolvemos descer.

Comemos em um lugar simples o menu turistico baratinho. Claro que Ary achou que era pouca comida… E depois achamos “O Piolho”, um lugar com mais de 100 anos, frequentado por professores e alunos da Universidade do Porto. Foi ali que Ary comeu sua amada dobradinha, aqui conhecida como “Tripas a moda do Porto”. Eu fiquei mastigando uns bolinhos de bacalhau e tomando… vinho do Porto.