Ainda umas lembranças de Madrid

Quando a gente está viajando raramente come duas vezes no mesmo lugar, até porque temos tanta coisa prá experimentar que não dá mesmo. Pois em Madrid o Rabo de Toro de um restaurante na Plaza de Santa Ana nos seduziu. Fomos lá duas vezes.

Para os que estão acostumandos com a rabada nordestina fiquem certos que o Rabo de Toro não tem nada a ver. Tanto é que merece ser mencionado usando-se maiúsculas. Primeiro ele é cortado em pedaços maiores, com duas vértebras. Depois toda a gordura é retirada e ele é servido em um caldo ferrugem grosso delicioso, com cheiro de cravos.

Mas o melhor desse restaurante foi mesmo Seu Aparício, o garçon. Ele deve ter algo em torno dos 80 anos, é magrinho e baixinho. Mas não para um minuto. Carrega os pratos, limpa as mesas, anota pedidos, enfim, uma eficiência a toda prova. No ultimo dia pedimos pra ele tirar uma foto comigo. Olha que gracinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s