De carro pela Toscana – Episódio 4

13.05.00 – Pegamos a autoestrada com destino a Assis, de quem Jane é devota desde criancinha (apesar de nenhuma de nós sabermos disso até o presente momento). Nos perdemos pela primeira vez. Se ligue: quando aparecer uma placa  na estrada indicando saida para uma cidade e com um monte de outros nomes, entre os quais o que voce quer, saia, porque é ai mesmo. Não se iluda achando que a saida é para a cidade que está em cima da lista. Nada irremediável. Voltamos. Chegamos a Perúgia, no meio de uma feira. Compramos chapeus porque o sol estava abrasador. Comemos sanduiche de pernil com Coca-Cola. E seguimos.

Assis, um horror!! Detestei! A cidade é linda, feio é o que fazem com ela. Comercio religioso, shopping dentro da Catedral, parece Juazeiro do Norte. A tumba de S. francisco está lá e creio que ele se mexe nela cada vez que os vendilhões do tempo acionam a maquina registradora. Tenho muita bronca com essas coisas de comercio religioso!!

CALOR! CALOR! CALOR! Ai, não foi prá isso que sai do Nordeste. A unica parte boa foi conhecer o sorvete de tiramussú, do que fiquei fã.

14.05.00 – Depois “da trauma” de Assis o melhor é ficar pelas redondezas de Radda. Catelina de Chianti, uma gracinha de cidade. “Expulsas” do restaurante pelo tratamento frio do povo que queria nos ver pelas costas. Terminamos em uma cantina em Radda: Cantina da Michelle, que, por incrivel que pareça é de um homem bigodudo e simpático. Jane ficou toda caída. Comemos uma pizza, a primeira na Italia. Bordas queimadas e irregulares, massa fininha. Nada demais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s