Ser ou não ser turista

Conheço gente que, quando viaja, não vai aqui ou ali “porque é lugar de turista”. Mas, e ai, voce é o que? Nativo? Pois eu assumo completamente o meu papel de turista. Pego minha mochila (quando as costas deixam), a garrafa d’agua, os tenis confortáveis e o mapa na mão. E digo, só vejo vantagem. Se não vejamos:

1. Em lugar de turista voce pode enrolar no idioma porque as pessoas que estão ali já sabem que voce não deve falar bem. E elas se esforçam para lhe entender e se comunicar, porque é o trabalho delas.

2. Ninguem vai estranhar o jeito de voce se vestir, meio malamaiado, sem baton, cabelo desgrenhado pelo vento, afinal todos estão do mesmo jeito. Se voce sai da area turistica, o povo vai estar arrumado, de salto, roupas bonitas. Voce ai vai se sentir um horror.

Claro que voce corre o risco de estar em lugares sempre cheios de gente, alguns mal educados falando alto e matando a gente de vergonha alheia, mas é uma questão de custo-benefício.

O pior é tentar passar por nativo, porque todo mundo tá percebendo que voce nem é daqui, nem veio prá ficar.

6 comentários em “Ser ou não ser turista”

  1. Adorei. Tentando não ser turista, deixei de fazer o passeio no Sena. Na segunda vez, não resisti. Foram os 12Eur mais bem empregados, inclusive pelo cômico serviço de guia turístico que vai nos acompanhando com o alto e bom som (do microfone): votre droite est la Notre-Dame.. blábláblá. A paisagem é impagável!

    Curtir

    1. Pois é. Eu, como boa turista, gosto de pegar aqueles onibus, fazer um city tour, hop on, hop off, com fones de ouvido me contando a história toda. Depois escolho que lugares conhecer mais devagar. Acho que vale a pena. Porque é um saco ficar olhando para os predios, monumentos, e pensando o que será que aquilo representa.

      Curtir

  2. Eu sempre evito lugares de turista porque, em geral, eles não são bons: comida, atendimento e ambiente são ruins. Justamente pelo custo-benefício que evito. Normalmente, esses lugares são até mais caros que os outros. Às vezes vc anda 2 quadras e chega num lugar muito mais agradável, com comida tradicional, gostosa ou ao menos feita de verdade (e não congelada).

    Curtir

    1. Mas, olha, se voce não vai com uma indicação, como saber que aquele lugar tem comida melhor? Existem esses sites tipo Yelp, né? Preciso me habituar a lê-los.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s