Santiago pela primeira vez – La Moneda

Depois de praticamente todo mundo já ter vindo ao Chile, eis-me aqui pela primeira vez. Resolvemos vir passar o nosso aniversário (de Ary e meu) e o reveillon aqui, apesar de saber do calor que íamos enfrentar. Mas viemos para apenas 6 dias e o calor não pode ser maior do que o passei em Tilcara.

Estamos hospedados em um apart hotel legal (Park Plaza Apartaments), situado em uma rua super bonita, pequena, arborizada e tranquila, mas a uma quadra da Avenida Nova Providência e da estação Los Leones, do metrô. O hotel tem a particularidade de nos trazer o café da manhã na noite anterior, de modo que não precisamos nos preocupar com os horários de acordar, coisa que, viajando com quem viajo, poderia ser um grande problema.

Quando pensamos no Chile a primeira coisa que vem a mente de pessoas como nós é o sangrento golpe militar e posterior governo do tirano Pinochet. Assim, a primeira coisa que quisemos ver foi, sem dúvida, o famoso Palácio de La Moneda, onde os militares assassinaram o presidente legitimamente eleito Salvador Allende. E ainda quiseram que se acreditasse que foi suicídio.

Tomamos a linha 1 – vermelha, do Metrô e lá fomos. Primeira surpresa: obras por toda parte. O jardim posterior está em obras de recuperação, com estreitos caminhos para os pedestres e trânsito meio caótico. Segunda surpresa: o Palácio é de uma simplicidade quase espartana. Nada de torres pomposas, jardins majestosos, ele está ali, com sua entrada bem próxima dos transeuntes.

Naturalmente ficamos ali parados, imaginando os aviões militares bombardeando o Palácio, no meio de todos os outros edifícios que existiam e existem ao redor, e imaginando o terror que deve ter tomado conta da população.

A praça é muito significativa. Nas suas extremidades há estátuas de ex-presidentes, menos a do “inombrable”. E bandeiras do Chile fazem um enorme e bonito arco. Aliás, quase como o povo norte-americano, os chilenos gostam de estender sua bandeira em locais públicos.

Chama a atenção também a presença de muitos carabineiros na praça. Nenhum na porta do Palácio, mas muitos ao redor da praça, com seus cães pastores, que não dão nenhuma bola pra gente e ficam procurando uma sombrinha pra se deitar. Não entendi muito bem o que eles estão protegendo. As estátuas?

Muitos turistas estão por ali e, interessante, tirando fotos da estátua de Allende. Mas nesse meio, ouço o nosso idioma. Um grupo do que parecia ser uma família, cujo filho morava já aqui (adoro inventar histórias para as pessoas). Ele: “aqui trabalha o presidente da república”. A mãe: “e quem é?” Ele: “Houve eleição agora… é… é um cara de cabelo branco”. Suspirei e segui adiante, sentindo pena da nossa pouca educação política.

 

 

2 comentários em “Santiago pela primeira vez – La Moneda”

  1. Hehehe!!!faz tempo que La Moneda está em obras. Dia uma lenda que La Moneda seria o projeto da Casa da Moeda do Brasil e vice-versa. Os projetos teriam sido trocados na vinda da Europa. Terei sonhado?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s