La Isla Negra do grande poeta

Depois de Allende, Neruda é a próxima referencia para pessoas como nós, quando pensamos no Chile. Tínhamos que render homenagens à sua memória. Neruda tem três casas por aqui. Uma está em Santiago; a outra está em Valparaíso e a terceira e mais bonita está na província de San Antonio, num penhasco à beira do oceano Pacífico. Por ser um trecho do mar com muitas pedras negras, quase a circundar a casa, ele pôs o nome de Isla Negra. E foi essa que escolhemos visitar.

Isla Negra está a 120km de Santiago e preferimos contratar um desses tours de um dia, incluindo uma visita a um vinhedo. Foi uma boa opção, porque o nosso tour foi exclusivo, nenhum outro passageiro além de nós dois, e assim a guia pode responder todas as nossas perguntas bobas.

A Isla Negra é a maior e mais importante casa de Pablo. É aqui que ele está enterrado, junto com sua última companheira Matilde. Ela reflete o seu amor pelo mar, apesar de se dizer um “marinheiro de terra”, porque não gostava de entrar no mar. Também, pudera. O mar por ali tem sempre temperaturas friíssimas. E foi construida num formato que me lembrou o mapa do Chile: estreita e comprida, apesar da guia ter dito que a ideia era que parecesse um navio. Ele era um colecionador. A casa esta cheia de suas coleções de objetos os mais variados, desde pés de pianos (eu não sabia que existia isso, de início me pareceram cinzeiros), até enormes carrancas de navio, passando por insetos, borboletas, conchas do mar, cachimbos, e sei mais lá o que. Olhando aquilo, morri de pena de Matilde. Fiquei imaginando Pablo chegando de mais uma viagem, trazendo nos ombros uma carranca enorme, de madeira pesada, e dizendo “olha, Matilde, o que eu trouxe pra nossa casa”. E a pobre da Matilde pensando “onde é que eu vou colocar esse trambolho”.

Não podemos fotografar por dentro, mas conseguimos alguns takes do interior, através das imensas janelas de vidro.

Essa é a primeira parte da casa e essa é a janela do quarto da outra companheira

 

Essa é a sala de estar, linda, confortável e com todo o Pacifico a sua frente
Aqui o bar, tambem com um janelão para o oceano
Uma de suas coleções: frascos de vidro

 

Uma vista geral da entrada

Mas a parte mais linda da casa, aquela que me deixou babando, não conseguimos fotografar. É o quarto do casal, quando ele já estava com Matilde (claro que, como bom sedutor, ele não ia dormir com Matilde no mesmo quarto onde dormia com a outra). O quarto está no andar de cima, ao qual se tem acesso por uma escada estreitíssima (acho que era pra Matilde nunca poder engordar). Dois janelões de vidro enormes, colocados em angulo reto, deixa literalmente o mar a seus pés. Pra completar a cama está colocada em uma posição que aproveita todo essa paisagem maravilhosa. E pra completar ainda mais, uma belissima colcha de crochet a cobria.

O amor dele por Matilde tambem aparece em vários detalhes: sua penteadeira, uma escultura de sua mão, um desenho do seu rosto colocado na parede diante da mesa onde ele escrevia seus poemas. Emocionante.

Navios por toda parte

E no ponto mais próximo ao mar, delineado como se fosse a proa de um navio, está seu túmulo e o de Matilde. Diz a história que ele morreu de um câncer de próstata, poucos dias depois do golpe militar, que seu enterro foi em Santiago, cercado de todo um aparato policial. Depois da volta da democracia, seus restos foram trazidos para a Isla Negra, pra perto de Matilde. Hoje a história está prestes a ser recontada. Há suspeitas de que o médico que o atendeu era membro ativo da repressão e que outros dos seus pacientes também morreram inesperadamente. Por “coincidência” esses pacientes eram também pessoas de esquerda, como Neruda.

Reverenciando o grande poeta diante de seu túmulo

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “La Isla Negra do grande poeta”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s