No meio do caminho, Pompéia

A bela baía de Nápoles tem em uma das pontas a própria cidade e na outra, Sorrento. No meio disso, inúmeras cidades que se interligam de tal modo que você não percebe quando saiu de uma e entrou em outra. DSC01671

Para evitar o sofrimento da ida, resolvemos voltar no luxo. Contratamos um taxi grandão, tipo van, de Positano a Nápoles, com uma parada estratégica em Pompéia. Pagamos 180 Euros. Juro a voces que compensou cada centavo. O cara nos pegou na porta do hotel, carregou nossas malas, nos acomodou em um bancos confortáveis e o resto foi só apreciar a paisagem.

Pompéia está há 22 km de Nápoles e, como todos sabem, é um imenso sítio arqueológico, com o que restou da antiga e próspera cidade. Aos pés do Vesúvio, ela foi destruída no ano de 79 dC, pela mais devastadora das erupções do vulcão. (Se quiser ler um pouco mais sobre o que significou para a cidade, esse é um link interessante: http://www2.uol.com.br/historiaviva/reportagens/a_tragedia_de_pompeia.html). O que restou da cidade ficou encoberto pelas cinzas durante 1.600 anos. Hoje é um lugar histórico importantíssimo para se conhecer um pouco da vida romana. O mais interessante é como muitas estruturas foram preservadas.

A imponência do Vesuvio ao fundo
A imponência do Vesúvio ao fundo

DSC01677

DSC01682

É uma cidade imensa, surpreendentemente imensa. Ruas, casas, mercados, vilas dos nobres, tudo isso está lá, ainda que em resquícios. Conhecer toda a cidade é coisa para, no mínimo, 4 horas e muita perna pra andar pelas ruas de pedras polidas e, às vezes, escorregadias.

Nossa amiga arquiteta ficou fascinada com o traçado da cidade, as técnicas de construção, os materiais. Mas eu fiquei mesmo enlouquecida com  as pinturas. Algumas estão tão preservadas que não dá pra acreditar que estiveram tanto tempo soterradas. E é porque não fomos nos lugares mais famosos das pinturas, como a Vila dos Mistérios. Mas vi afrescos belíssimos.

DSC01696 DSC01694

Algumas vilas da nobreza, ainda que compartes reconstruídas, mostram um estilo mais luxuoso de vida. Essa abaixo continha esses afrescos que mostrei antes, mas haviam muitos outros. Todos os cômodos da casa pareciam ter sido ricamente decorados

DSC01691

Achei super interessante esse piso porque esse foi um padrão de azulejo muito comum no meu tempo de criança e, acho, ainda hoje.

DSC01684

Enfim, super vale a pena ir a Pompéia. Pague os 13 Euros, entre e passe o dia lá (não se preocupe, tem uma boa lanchonete lá dentro) com um audioguia, tendo uma lição de Arte e História.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s