10 coisas sobre a Escandinávia

  1. O povo escandinavo é extremamente afável. Estão sempre sorrindo pra você, lhe atendem amavelmente. Mesmo na rua, os transeuntes passam e sorriem para você. Isso foi uma supresa, porque sempre achei que gente de país frio tendia a ser também frio. Mais um preconceito que se vai. Eles também tratam bem o imigrante, apesar de não oferecer a eles as mesmas oportunidades que aos nativos.
  2. Em todos os países há uma alta qualidade de vida. Educação de qualidade, pública e quase sempre gratuita. Na Dinamarca é cobrado uma taxa nas universidades mas há subsídios do governo pra quem não pode. Na Finlândia é totalmente gratuita em todos os níveis. Da mesma maneira a saúde. Na Suécia nos disseram que a atenção pública especializada não é de qualidade. Na Finlândia se paga os 3 primeiros atendimentos do ano, a partir dai tudo é grátis. 
  3. Os impostos são altíssimos, mas são sempre proporcionais à quanto se ganha e ninguém é isento. Na Finlândia por exemplo, um professor primário ganha 4.500 euros e paga cerca de 35% de impostos. Curioso na Finlândia é que a proporcionalidade passa inclusive para multas como as de trânsito. Para a mesma infração são cobradas multas em proporção à quanto se ganha.
  4. A cidade com maior população no mundo usando bike não é Amsterdam e sim Copenhagen. Todos usam e cada vez mais o governo restringe o uso de carros. Há obras atualmente criando uma terceira faixa de ciclovia na cidade. O turista tem que está atento porque as faixas deles são deles, e se você estiver no meio periga ser atropelado.
  5. Carros elétricos são a maioria em todos os lugares que passamos. Há postes com carga para eles também em todas as cidades.
  6. Em todas as cidades observamos uma grande quantidade de obras em execução. Seja o plantio de árvores nas praças, sejam obras maiores como novas linhas de metrô, as cidades aproveitam o período sem frio e neve para fazer suas melhorias.
  7. O extremamente moderno se mescla com o tradicional. Apenas em Oslo ouvimos falar de se demolir prédios antigos para construir novos. Como todos os países foram atingidos pela Segunda Guerra, em alguns prédios eles deixam a marca das balas ou reconstroem o destruído deixando uma parte para que não se esqueçam.
  8. Todos são países de muita água. Canais, fiordes ou o mar mesmo estão presente em todos. Daí a gastronomia mais importante é de frutos do mar. Na Noruega o bacalhau, mas em todos o salmão, o halibut, e outros peixes que nunca ouvi falar. Mas também há carne de caça, sobretudo carne de rena, de alce, de pato. Em alguns lugares vimos carne de urso, mas não provei. 
  9. No café da manhã come-se também peixe, geralmente arenque, com salada verde, além dos conhecidos itens do tal café continental. Os pães, ah os pães! São todos maravilhosos! Já o café… em alguns lugares precisei acrescentar uma colherzinha de Nescafé para ficar quase forte. Na Dinamarca não deixe de comer um smørrbrød, um sanduíche aberto, com apenas uma face do pão e onde se colocam as maravilhas deliciosas que eles tem a oferecer.
  10. Para nós as coisas são muito caras. Uma refeição simples, em restaurante, com uma taça de vinho da casa, não sai por menos de 150 reais. Mas, é claro, se pode comer mais barato em lanchonetes. Disseram que roupas eram mais baratas em Estocolmo, mas a moda que estava nas vitrines era de verão e ai eram coisas muito feias. Os sapatos são horríveis. Talvez porque usem botas a maior parte do ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s